India Herbs
SOLUÇÕES ANTIGAS PARA OS TEMPOS MODERNOS
Title
Ayurveda Fórmula Aprovada para Aptidão Mental
INÍCIO
Ingredientes
Fito Perfil
Resultados
Ayurveda
FAQ
Depoimentos
Garantia
Compre Agora
Webmasters
Distributor
Newsletter
Video
Quem Somos
Fale Connosco
Leading Edge News



Chame-nos em +1-800-721-0650

  In English
  En Français
  In Italiano
  En Español

Holistic Education

vHolistics.com
vHolistics.com/brandnewme


100% Extratos

MÓDICO
APROVADO
Our Medical Board
Get a Consultation
Dr. Bharambe
Dr. Nivrutti
Dr. Christianne Cabrera
Dr. Satish Kumar

Click to verify BBB accreditation and to see a BBB report.

See All Products

View our Product Catalog
Download the PDF Version

Visite também o nosso site para:
Anti Aging
Arthritis
Beauty
Cardiovascular
Cuidar Próstata
Desintoxicação
Excitação Feminina
Immune Support
Lover's Yoga
Mood Support
Perda de Peso
Potência Masculina
Sangue Saudável
Sonífero
Strength
Virilidade Masculina
Yoga for Virility
 
Share Your Feedback, Questions, and Comments!




Tell Your Friends!


ClariMind
Perguntas?
, Ligue +1-800-721-0650, ou Nos Escrevam!

ClariMind é um suplemento natural feito para otimizar sua memória e concentração, rejuvenescendo a química cerebral, combatendo o estresse e impedindo a deterioração neural. Ele vai:

ball Aumentar Níveis de Acetilcolina.
ball Fornecer Hidrocarbonetos Monoterpenos.
ball Elevar a Produção de Melatonina.
ball Regular Hormônio do Crescimento.
ball Impede Cortisol e Prostaglandina.
ball Combate Radicais e Neurotoxinas.
 
100% Extratos
Qualidade Testada e Aprovada pela SGS
110% de Garantia de Devolução do Dinheiro!
 
Ordem ClariMind Agora!
da India HerbsSeu Parceiro Terapêutico Holístico!
100% Natural – 100% Seguro

Experimente uma fórmula registrada para memória e concentração, baseada na Ayurveda – o mais antigo e abrangente sistema médico que se tem notícia.

ClariMind trata as causas subjacentes dos problemas cognitivos – não somente os sintomas!

ClariMind contém os 8 mais potentes concentrados de ervas para o rejuvenescimento cerebral disponíveis na Ciência Ayurveda apoiado por estudos clínicos. Quando usados de maneira correta e misturados dentro de nossos processos registrados, 268 fitonutrientes naturais executam 493 atividades sinergísticas em seu corpo para melhorar sua memória e concentração, combater os impactos negativos do estresse, gerar tranqüilidade e inibir a deterioração natural do seu cérebro.

ClariMind melhora a memória e a concentração rejuvenescendo os dendritos neuronais, aumentando a produção do neurotransmissor acetilcolina e mantendo a ativação de receptores pós-sinápticos, fornecendo hidrocarbonetos monoterpenos que reciclam carbono e energia para tecidos membranosos no córtex cerebral, e estimulando a reação termogênica para manter os altos níveis de energia necessários para otimizar o estado de alerta e cognição. Ele auxilia a formação da memória, elevando a produção noturna de melatonina e regulando ondas cíclicas de hormônio do crescimento para garantir um sono saudável e restaurativo. Ele otimiza o fluxo de oxigênio e nutrientes para o seu cérebro, auxiliando os músculos lisos do coração, fortificando os vasos sanguíneos, bloqueando os efeitos da prostaglandina para prevenir a inflamação dos vasos sanguíneos, estimulando a circulação periférica para as extremidades e modulando as membranas celulares funcionais para garantir rápida absorção de nutrientes.

ClariMind combate o estresse estabilizando a pressão sanguínea, reduzindo os níveis de colesterol, melhorando o apetite e a digestão e impedindo a produção de cortisol, que é o precursor da insônia, doença cardíaca, obesidade e diabetes. Ele produz tranqüilidade, estimulando a produção de neurotransmissores canibalizados pela perda de sono, exercendo um efeito adaptogênico que estimula o cérebro fatigado e relaxa o sistema nervoso hiperativo, aliviando sensações de ansiedade, irritação e depressão. ClariMind inibe a deterioração da sua mente inserindo antioxidantes que combatem os radicais livres e neurotoxinas no seu cérebro.

Os ingredientes de ClariMind contêm uma mistura registrada que trabalha diretamente na sua mente com um impacto positivo na química cerebral, na adaptação ao estresse, memória e concentração. Tome uma simples cápsula de ClariMind duas vezes ao dia para manter e intensificar esses efeitos na sua mente ao longo do tempo. Para melhores resultados, tente incorporar as orientações de estilo de vida oferecidas a você por meio de uma consulta médica com nossa equipe de médicos Ayurveda. 

MÉDICOS E A CIÊNCIA AYURVEDA CONCORDAM...
ClariMind
e sua Fórmula Registrada para o Cuidado do Cérebro Apresenta Resultados Duradouros e Significativos.
Desnecessária Receita Médica!

ClariMind é resultado de:

ball Cinco mil anos de sabedoria Ayurvédica. 
ball Testes e pesquisas modernas.
ball Técnica inovadora de encapsulação.
ball Potência controlada em laboratório.
ball Fórmula aprovada pelos médicos, cuidadosamente calibrada.

CLIQUE AQUI PARA PEDIR CLARIMIND AGORA MESMO!

Seu Cérebro
O seu cérebro é o órgão mais complexo do seu corpo. Ele pesa apenas 1,4 kg, é composto por mais de 100 bilhões de células chamadas neurônios e é o centro focal de todas as atividades. É onde se origina o raciocínio avançado, criatividade, aprendizado, imaginação, planejamento e até mesmo seu senso de identidade. Cada um dos 100 bilhões de neurônios do seu cérebro se conecta a outros 10.000, resultando num total de algo em torno de 100 a 1.000 trilhões de conexões encadeadas por 90 MILHÕES de metros de fibras neurais. Ainda assim, toda essa densidade neural pesa apenas 1,5 kg e é contida num crânio que não possui mais do que 1 litro e meio em volume. O córtex cerebral, a maior parte do seu cérebro, é responsável pelo seu pensamento e função mais avançados e contém aproximadamente de 15 a 33 BILHÕES de neurônios (dependendo do sexo e idade), que estão, cada um, ligados a 10.000 conexões sinápticas. Cada milímetro cúbico do córtex cerebral possui aproximadamente um BILHÃO de sinapses. 

Neuron Synapse Diagram

Os neurônios se comunicam entre si através de impulsos elétricos enviados do núcleo de cada célula para os neurônios circundantes. Seu cérebro controla seu corpo através dessa rede de neurônios. O cérebro recebe informação de numerosos receptores sensoriais pelo corpo, decide qual desses estímulos sensoriais merece atenção e envia comandos para iniciar ou inibir diversas reações.

O seu cérebro é composto por 7 seções. Quatro delas influenciam a memória e concentração:

Brain Diagram

  • Lóbulo Temporal – controla o armazenamento de memória, emoção, audição e linguagem.

  • Lóbulo Frontal – é a parte mais evoluída do cérebro e a última a se desenvolver na jovem idade adulta. O seu circuito pré-frontal dorsolateral é o "diretor-geral" so cérebro. O Lóbulo Frontal organiza reações a problemas complexos, planeja passos para alcançar objetivos, pesquisa na memória experiências relevantes, adapta estratégias para acomodar novos dados, guia o comportamento através de habilidades verbais e abriga a memória ativa. Seu circuito órbito-frontal administra impulsos emocionais de formas socialmente apropriadas para comportamentos produtivos, incluindo empatia, altruísmo e interpretação de expressões faciais. Um derrame nesta área é geralmente acompanhado de linguagem inapropriada e comportamento tolo.

  • Lóbulo Occipital – processa dados visuais e os encaminha para outras partes do cérebro para identificação e armazenamento. 

  • Hipocampo – processa novas lembranças para armazenamento a longo prazo. Essa parte evolutivamente antiga do córtex cerebral está localizada no fundo do cérebro, na dobra interior do lóbulo temporal. Se você não possuísse um hipocampo, você não poderia viver no presente. Você estaria vivendo no passando, com lembranças antigas. Essa habilidade de estar “presente” é uma das primeiras a esmorecer conforme a doença de Alzheimer progride.

Memória

Human Memory Diagram

A memória é a função cerebral que o permite armazenar e recuperar informação. Existem memórias sensoriais (gustativas, visuais, táteis), assim como memórias mais conceitualmente baseadas (episódicas, processuais e declarativas). Todos esses modos individuais de memória combinam a fim de formar recordações complexas e variadas.  

A informação decodificada nas áreas sensoriais do córtex cerebral converge no Hipocampo, onde novas sensações são comparadas a outras previamente gravadas e associações são feitas entre diversas propriedades. Quando você lembra de novos fatos ao repeti-los ou empregando diversos instrumentos mnemônicos, você está, na verdade, passando-os pelo Hipocampo várias vezes. O Hipocampo permanece fortificando as associações entre esses novos elementos até que o córtex cerebral aprenda a ligar as diferentes propriedades para reconstruir a “memória”.

Durante os momentos em que uma memória foi criada, seu cérebro estava processando milhares de fragmentos de informação e teve que decidir qual dado era importante o suficiente para ser recuperado posteriormente. Você pode lembrar dos sentimentos de medo e excitação, a sensação tátil do vento nos seus braços e informações processuais e episódicas, como o momento do dia, sua idade e o ambiente geral.

Parte da informação infiltrou na sua memória a curto prazo, da qual você foi capaz de recuperá-la por algumas horas ou até mesmo por alguns dias. Essa habilidade de guardar uma informação temporariamente para completar uma tarefa é genuinamente humana. O uso da memória a curto prazo faz com que o seu Lóbulo Pré-Frontal permaneça bem ativo.

Mas apenas a informação mais central da memória como um todo permanece na sua memória a longo prazo, onde fica por anos e possivelmente durante toda a vida. A informação é transferida da memória a curto prazo para a memória a longo prazo através do Hipocampo.

Problemas de memória são atribuídos a uma varidade de fatores:
  • Depressão – Reduz a velocidade de muitos processos mentais. É a colaboradora mais comum para os problemas de memória. Existem em torno de 9.000.000 de pessoas nos Estados Unidos que sofrem de depressão. 340.000.000 de pessoas no mundo sofrem de depressão. Essa crescente predominância fará da depressão o problema de saúde mais comum em 2010. Quem sofre de depressão é duas vezes mais propenso a desenvolver problemas de memória. A depressão também aumenta o risco de Doença de Alzheimer e Demência.

  • Estresse – Ansiedade e eventos estressantes na vida (como problemas relacionados ao trabalho, problemas no relacionamento, perdas) afetam sua capacidade de guardar e recordar lembranças. Aproximadamente 65% dos americanos não conseguem dormir o suficiente por causa do estresse. O sono adequado é essencial para otimizar a função cerebral.

  • Envelhecimento – Entre os 40 e os 50 anos, é comum achar que você ficou mais esquecido. Pesquisas indicam que 75% das pessoas acima de 50 anos alegam ter sofrido de problemas de memória no último ano. Ao nascer, o cérebro pesa menos de meio quilo, mas aos 20 anos de idade, ele já pesa 1,5 kg. Entretanto, o cérebro encolhe conforme você envelhece. A perda de células cerebrais ocorre conforme os neurônios morrem e os espaços entre os neurônios (sinapses) diminuem. Esse encolhimento ocorre lentamente, mas aproximadamente 30% da sua massa encefálica já terá sido perdida aos 70 anos. O Hipocampo (essencial para a criação de uma nova memória) perderá um total de 20% de células nervosas quando você chegar aos 80 anos. Sua memória é afetada porque há menos neurônios para guardar memórias, bem como menos conexões para recuperar essas memórias. Contudo, a perda de memória não é automática conforme você envelhece – um estudo com 111 pessoas entre 90 e 100 anos mostrou que mais da metade tinha uma memória surpreendentemente boa! 

  • Desequilíbrio Hormonal – O declínio dramático dos níveis de estrogênio e progesterona possuem um impacto significante na retenção de memória. Pesquisas sugerem que há uma relação entre o hormônio estrogênio e a doença de Alzheimer nas mulheres. A menopausa (o estágio da vida em que a mulher pára de menstruar e seu corpo produz menos estrogênio) está associada ao crescimento dos primeiros sintomas da doença de Alzheimer. Problemas na tireóide também podem levar a uma secreção insuficiente de hormônios que auxiliam suas atividades cerebrais relacionadas à memória.

  • Dor de cabeça – Um estudo recente com veteranos mostrou que dores de cabeça prematuras estão associadas a um risco maior de doença de Alzheimer e outras formas de demência conforme você envelhece. Além disso, o risco de doença de Alzheimer aumenta com a gravidade da dor de cabeça.

  • Toxinas – O acúmulo de toxinas ambientais, como alumínio e mercúrio, no cérebro tem sido ligado ao enfraquecimento da memória e à doença de Alzheimer.

  • Deficiências Químicas – Pessoas com a doença de Alzheimer possuem níveis anormalmente baixos de acetilcolina em seus cérebros. Isso enfatiza a importância da química cerebral em manter a boa memória. 

  • Desidratação – Não ter líquido suficiente em seu corpo afeta adversamente seu sistema nervoso, assim como os órgãos vitais que auxiliam nas funções do corpo.

  • Efeitos Colaterais – Muitos medicamentos farmacêuticos afetam adversamente a função cerebral, memória e concentração.

  • IInfecção – Abscesso cerebral, encefalite, meningite, sepse e outras doenças restringem o fluxo sanguíneo para o cérebro. Isso gera a deterioração do neurônio e perda de memória.
Concentração
O segredo para se apresentar bem em todas as facetas da vida é uma mente calma, relaxada e centrada. Qualquer tarefa que exija um certo grau de esforço mental naturalmente requer concentração. Conforme você se compromete inteiramente com seu interesse, você entra num estado de transe e alcança níveis mais altos de concentração. O nível é proporcional ao esforço mental. 

Problemas de concentração surgem a partir de diversos fatores:
  • Química Cerebral – A capacidade de se concentrar depende da presença suficiente de hormônios, neurotransmissores e substâncias químicas (como a dopamina) no córtex pré-frontal do cérebro.

  • Privação do Sono – Sem sono suficiente, seu corpo passa a ser privado de oxigênio. O oxigênio é necessário para o cérebro produzir dopamina e outras substâncias químicas que o mantêm centrado.

  • Estresse – O estresse aumenta os níveis de norepinefrina e cortisol no seu corpo. Essas substâncias químicas evocam um modo hiper-focado (“visao de túnel”) que o faz concentrar-se inteiramente em situações que induzem ao estresse. Isso torna difícil pensar em qualquer outra coisa.

  • Nutrição Insuficiente – Deficiências nutricionais privam as células nervosas de substâncias necessárias para transmitir os impulsos nervosos. Assim, o cérebro não é capaz de trabalhar produtivamente.

  • Tensão Emocional – Ansiedade e estresse emocional produzem uma mente desordenada, o que degrada sua capacidade de priorizar e centrar.
Distúrbios de Memória & Concentração

Thinking Man
Como geralmente acontece, desequilíbrios secundários podem levar a doenças crônicas. Os incômodos comuns ligados à memória e concentração são:
  • TDAH (Déficit de Atenção / Distúrbio de Hiperatividade) é também conhecido como distúrbio de déficit de atenção (DDA). Trata-se de uma condição comum que aflige tanto crianças quanto adultos. Entre 3 e 10% das crianças (aproximadamente 2.000.000 nos Estados Unidos) possuem TDAH; de 30 a 50% dessas crianças continuam apresentando TDAH na fase adulta. Aproximadamente 5% (340.000.000) da população mundial sofre com TDAH.
Os sintomas de TDAH são falta de atenção, impulsividade e hiperatividade. Crianças com TADH têm dificuldade em seguir instruções e se chateiam ou se frustram facilmente com tarefas. Adultos com TDAH são ruins em administrar o tempo, habilidades organizacionais, traçar metas e no desempenho profissional. Eles também podem ter problemas com relacionamentos, auto-estima e vícios. Possíveis colaboradores para o TDAH incluem: genética (a base para a maioria dos casos), problemas mentais, nutrição inapropriada, aditivos na alimentação e açúcar, exposição ao chumbo e fumo materno.
  • A Doença de Alzheimer afeta principalmente os mais velhos. Em torno de 1% das pessoas com 60 anos, 20% daqueles acima de 85 anos e 30% daqueles acima de 90 são afetados. Aproximadamente 26.600.000 de pessoas no mundo sofrem da Doença de Alzheimer. A expectativa é que o número dobre até 2050. Fatores que podem aumentar o risco de desenvolver a Doença de Alzheimer incluem genética, idade, desequilíbrio hormonal, menopausa, toxinas ambientais, distúrbio auto-imune e deficiências químicas. Enquanto não há cura para a Doença de Alzheimer ou tratamento que comprove o retardo de seu progresso, existem várias drogas disponíveis que ajudam a melhorar a função mental. Quando esses medicamentos são administrados prematuramente durante o curso da doença, eles permitem que os portadores de Alzheimer mantenham suas atividades diárias e uma vida independente por um período maior de tempo e prolongam o tempo que a família possui para providenciar os cuidados domiciliares necessários. Exercício, boa nutrição, atividades interessantes e interação social num ambiente estruturado e calmo também ajudam a retardar o progresso da doença.
  • Amnésia é geralmente causada por danos físicos mentais ou exposição a substâncias tóxicas. Trauma emocional pode também produzir perda de memória. Existem diversos tipos de amnésia:

    • Anterógrada – eventos anteriores a um trauma são lembrados, enquanto os novos não são.

    • Retrógrada – eventos posteriores a um trauma são lembrados, enquanto os antigos não são.

    • Transiente – incapacidade de formar novas lembranças, com perda branda de lembranças passadas. Esse caso é mais comum entre idosos com doenças vasculares.

    • Traumática – induzida por um dano cerebral causado por uma forte pancada na cabeça e caracterizada por uma breve perda de consciência seguida de coma.

    • Wernike-Korsakoff – precipidada pelo abuso de álcool. Essa perda progressiva de memória é geralmente acompanhada por problemas neurológicos.  

    • Infantil – incapacidade de recordar eventos do começo da infância em diante. 
Não há remédio para amnésia.
  • Demência não é uma doença, mas um grupo de sintomas marcados pela degradação gradual das funções cerebrais e da capacidade de pensar, raciocinar e lembrar. Sérias mudanças na memória, personalidade e comportamento são marcas da Demência. Ela é precipitada por uma doença ou condição subjacente. Quando o tecido cerebral é danificado, a capacidade de funcionar diminui. Algumas dessas condições podem ser revertidas, enquanto outras não. A causa mais comum de Demência é a Doença de Alzheimer. Aqui, mudanças nas células nervosas em algumas partes do cérebro resultam na morte de grandes quantidades de células. O resultado é um declínio lento e progressivo na memória e nos processos do pensamento. Outra forma comum de Demência é a Demência Multi-Infarte, onde pequenos derrames ou mudanças no fornecimento de sangue ao cérebro causados por conta do estreitamento ou endurecimento das artérias causam a morte do tecido cerebral. Os sintomas aparecem de repente e dependem de qual parte do tecido cerebral é destruída.
A taxa mundial predominante de demência é de menos de 1% para pessoas na faixa dos 60 anos, crescendo para 39% para aqueles na faixa dos 90. Só no Reino Unido, 400.000 idosos sofrem disso. Médicos geralmente receitam medicamentos para pressão sanguínea e colesterol para pessoas com demência vascular. Essas drogas não revertem a demência existente, mas previnem contra futuros derrames e doenças cardíacas que podem levar a um futuro dano cerebral. 
  • Hiperatividade tem sido relacionada a elevados níveis de chumbo no sangue. A terapia de quelação é aplicada (especialmente em crianças) para reduzir o nível de chumbo no corpo.

  • O derrame freqüentemente leva a um enfraquecimento temporário da memória por um período de 3 a 6 meses.

  • Disfunção da Tireóide afeta a atenção e sistemas hiper-ativos-impulsivos. Crianças com TDAH deveriam ser examinadas para isso se apresentarem sintomas que sugiram disfunção da tireóide. Ela pode ser causada por estabilizadores de humor com base em lítio, que são usados para tratar distúrbio bipolar (psicose maníaco-depressiva).

  • Um sistema sistema imunológico fraco torna seu corpo mais suscetível a TDAH e outros distúrbios psiquiátricos. A deterioração é freqüentemente causada por dependência de antibióticos, o que mata bactérias protetoras que ajudam na eliminação de toxinas. Conforme as toxinas se acumulam, você fica doente com mais freqüência e depende mais de antibióticos, o que vai destruindo continuamente as bactérias protetoras do seu corpo.

Medicina Ocidental
A medicina ocidental depende de drogas agressivas e caras sob prescrição para tratar de problemas relacionados à memória e concentração. Tais métodos em geral só dizem respeito aos sintomas da doença e não às causas subjacentes. Tão logo você pare de tomar a droga, os problemas voltam! E esses remédios tomados sob prescrição quase sempre causam efeitos colaterais indesejados e até mesmo perigosos.

As opções de tratamento medicamentoso são muitas: alfa-tocoferol, inibidores de B-secretase, bloqueadores do canal de cálcio, cloquinol, donepezil, estrogênio, galantamina, imunoglobulina intravenosa (IGIV), memantina, neotropina, nootropicos, NSAIDS, rivastigmina, selegilina, estatinas, tacrina e vacinas. Em geral, assim que o tratamento medicamentoso começa, recomenda-se que dure o resto da vida e também envolve uma série de drogas.

A combinação dos efeitos colaterais COMUNS desses medicamentos inclui: dor nas costas, incontinência na cama, visão turva, imperícia / instabilidade, língua saburrosa, confusão, constipação, diminuição do apetite, diarréia, tontura, visão dobrada, sonolência, sensação de drogado, boca seca, sonolência diurna excessiva, fadiga, sensação de ressaca, sensação de movimento giratório, micção noturna freqüente, dor de cabeça, aumento da saliva (cuspe), aumento do suor, irritabilidade, atordoamento, perda de apetite, náusea, nervosismo, pesadelos, irritação nasal, coriza, insônia, lentidão, incômodo estomacal, transpiração, mudança gustativa, irritação na garganta, cansaço, dificuldade para dormir, fraqueza incomum, infecção do trato urinário e perda ou ganho de peso

A combinação dos efeitos colaterais SEVEROS desses medicamentos inclui: reações alérgicas severas (erupção, urticária, coceira, dificuldade de respirar, rubor, aperto no peito, rouquidão incomum, inchaço da boca, rosto, lábios ou língua), mudanças de apetite, mudanças na menstruação, dor no peito, diarréia, transpiração excessiva, batimento cardíaco rápido ou irregular, fadiga, febre, intolerância ao calor, dor nas articulações, câimbras nas pernas, mudanças mentais ou de humor, fraqueza muscular, apoplexia, dor de cabeça severa ou persistente, respiração curta, vômito e chiado.

Uma opção popular natural para melhorar a memória e a cognição é o Gingko Biloba. Estudos publicados não têm reforçado essas afirmações ou então foram mal concebidos. Num estudo recente com 219 homens e mulheres, os resultados não indicaram diferenças entre os grupos de controle em aprendizado, memória, nomenclatura e fluência verbal. As descobertas concluíram que o Gingko Biloba é ineficaz para o reforço da memória. Experimentos clínicos recentes também foram incapazes de validar sua utilidade em diminuir a incidência de Demência e Doença de Alzheimer nos idosos. Gingko Biloba possui os seguintes efeitos colaterais: dor de cabeça, náusea, incômodo gastrointestinal, diarréia, tontura e reações alérgicas na pele.

Medicina Ayurvédica

yogi

Ayurveda, a ciência da vida, da prevenção e da longevidade, é o mais antigo e holístico sistema médico abrangente disponível. Seus fundamentos podem ser encontrados em escrituras do hinduísmo denominadas Vedas – os antigos livros indianos da sabedoria escritos há nais de cinco mil anos. Ayurveda usa os princípios inerentes e naturais que ajudam a manter a saúde de uma pessoa por meio da manutenção do corpo, mente e espírito do indivíduo em perfeito equilíbrio com a natureza.

A India Herbs possui um grupo treinado de médicos Ayurveda conhecedores de Rasayana Chikitsa, uma das oito especialidades da Ayurveda. É o ramo da Ayurveda que lida com diversos aspectos do cuidado preventivo da saúde. Rasayana Chikitsa inclui terapias para a longevidade, melhora da memória, saúde, juventude, aparência e força de corpo e sentidos. Rasayana Chikitsa prescreve o uso terapêutico de vários remédios à base de ervas e tratamentos holísticos para melhora da acuidade mental enquanto fortalece o corpo e o bem-estar geral.

Os médicos Rasayana Chikitsa da India Herbs combinam uma fórmula de ervas registrada baseada na velha sabedoria de séculos com aconselhamento sobre dieta, exercícios, treinamento mental, e relaxamento para ajudar você a atingir ótima memória e concentração.


Recomendações
Pode-se otimizar a memória a longo prazo e concentração por meio de:

1) Reversão do dano – Anos de vida estressante causaram danos ao seu cérebro. Para ajudar a reverter isso, ClariMind libera centenas de fitonutrientes que agem no nível molecular para rejuvenescer as células cerebrais, aumentar a produção de neurotransmissores, energizar os processos cognitivos, melhorar a absorção celular de nutrientes, melhorar a qualidade do sono, combater o estresse diminuindo os níveis de cortisol e bloqueando os efeitos inflamatórios da prostaglandina, e inibir a deterioração dos tecidos combatendo os radicais livres e neurotoxinas no seu cérebro.

2) Exercitar-se regularmente – Um corpo em boa forma mantém a mente saudável, e uma mente saudável é uma necessidade para recordar melhor e se concentrar. Além de melhorar a circulação e aumentar os níveis de oxigênio, exercitar-se faz com que seu cérebro libere dopamina, que proporciona a sensação de bem-estar e promove um sono restaurador. Isso combate o estresse que diminui os níveis de dopamina no corpo e desenvolvem uma aparência ruim, assim como sono insuficiente.

3) Respirando conscientemente – Uma respiração devagar, regular e completa (que encha o estômago) otimiza os níveis de oxigênio no seu corpo, alivia o estresse e impulsiona os níveis de concentração. Esse tipo de respiração é praticada por praticantes de meditação. A maioria das pessoas pratica uma respiração superficial, que é uma técnica respiratória imprópria e prejudicial. Na sociedade ocidental, seios fartos e pequenas cinturas são glorificados, levando a essa prática nada saudável de respiração. Ao utilizar por completo o diafragma e expandindo a barriga ao inalar e contraindo ao exalar, o corpo desfruta de maiores benefícios.

4) Comer apropriadamente – Uma dieta balanceada com ácidos graxos suficientes, que ajudam a construir células cerebrais, aminoácidos que são necessários para a produção de neurotransmissores, e carboidratos que fornecem glicose (“o combustível do cérebro”) é exigida para uma ótima função cerebral. Alimentos ricos em ácidos graxos essenciais incluem: nozes secas torradas, sementes de abóbora, salmão, sardinha, truta, atum, abacates e cocos frescos. Fontes de aminoácidos incluem: ovos, laticínios e vegetais de folhas verdes. Fontes saudáveis de carboidratos incluem: frutas e vegetais, arroz integral, pão integral, mingau de aveia e massa integral.

5) Aumentando o consumo de ferro – O ferro o ajuda a ganhar e manter a energia e o estado de alerta. A dosagem diária de ferro deve variar entre 15 e 20 mg. Doses maiores do que isso podem causar problemas gástricos e constipação. Boas fontes de ferro incluem: amêndoas, avelãs, soja, aveia, farinha de trigo e mexilhões cozidos.

6) Aumentando o consumo de vitamina A – A vitamina A é um poderoso antioxidante que ajuda a manter os radicais livres longe do cérebro e ajuda a proteger o corpo contra infecção. É recomendada uma dosagem diária de 800 mcg. Alimentos ricos em vitamina A incluem: cenouras, batatas-doces, abóbora, couve, melão, damascos, pêssegos, papaias, mangas, leite, ovos e fígado.
                                             
                                            
7) Aumentando o consumo de vitamina B12 – A vitamina B12 ajuda a produzir glóbulos vermelhos e é importante para o funcionamento das células nervosas. Ela ajuda a produzir metionina que, por sua vez, é necessária para fazer S-adenosyl-metionina (SAMe). SAMe é envolvida na fabricação de neurotransmissores e no metabolismo cerebral. É recomendada uma dosagem diária de 100 a 250 mcg. Boas fontes de vitamina B12 são peixe, carne vermelha, aves, leite, queijo e ovos.

8) Aumentando o consumo de vitamina B6 – A vitamina B6 mantém normais as funções nervosas e cerebrais e também ajuda o corpo a metabolizar proteínas e produzir glóbulos vermelhos. É recomendada uma dosagem diária de 25 a 50 mg. A vitamina B6 é encontrada em batatas, bananas, feijões, sementes, nozes, carne vermelha, aves, peixes, ovos e espinafre.

9) Aumentando o consumo de tiamina – A tiamina (vitamina B1) ajuda o corpo a metabolizar carboidratos e é necessária para a função adequada do coração, músculos e sistema nervoso. É recomendada uma dosagem diária de 20 a 30 mg. Boas fontes de tiamina incluem: massas, carne e peixe, feijão, soja, ervilhas e grãos inteiros.

10) Aumentando o consumo de niacina – A niacina (vitamina B3) mantém a função do nervo, ajuda a converter comida em energia e ajuda a manter a pele saudável. É recomendada uma dosagem diária de 30 a 75 mg. A niacina é encontrada na carne vermelha, aves, peixes e amendoins.


11) Aumentando o consumo de vitamina C – A vitamina C (ácido ascórbico) exerce um papel importante na síntese do neurotransmissor norepinefrina e na estabilização dos radicais livres no cérebro. Deve-se consumi-la na forma de cálcio, potássio, zinco e ascorbatos de magnésio, que é ótimo para combater o estresse oxidativo. A dosagem diária recomendada de vitamina C é de 1000 a 2000 mg. Alimentos ricos em vitamina C incluem: laranjas, tangerinas, toranjas, tomates, pimentas, brócolis e batatas.


12) Aumentando o consumo de vitamina E – A vitamina E é o antioxidante lipossolúvel básico do corpo, o que a transforma num protetor cerebral importante, já que o cérebro é composto principalmente por gordura. Uma molécula de vitamina E é capaz de proteger 200 moléculas de ácido graxo contra os danos provocados pelos radicais livres, ajudando, assim, os neurônios a manter a saúde funcional por um tempo maior. A vitamina E também fortalece os capilares cerebrais e glóbulos vermelhos e, deste modo, ajuda a aumentar a disponibilidade de oxigênio no sangue. Ela dissolve coágulos de sangue para prevenir derrames. A dosagem diária recomendada de vitamina E é de 450 IU. Boas fontes de vitamina E incluem: sementes, nozes, soja, arroz integral, aveia, gérmen de trigo e ovos
.

13) Aumentando o consumo de selênio – O selênio é um mineral essencial, que é componente necessário de diversas enzimas antioxidantes (como a glutationa) que o seu corpo fabrica para combater os radicais livres. Ele é também um dos mais poderosos desintoxicantes de metais pesados que danificam o cérebro e outros órgãos. O selênio se liga ao mercúrio, chumbo, arsênico e ao cádmio, e todos esses quebram a química cerebral, deslocando minerais importantes, como o ferro, zinco e cobre. Ele consegue quelar esses metais. De certo modo, o selênio agarra essas moléculas e as remove dos neurônios. A dosagem diária recomendada é de 50 a 200µg. Alimentos ricos em selênio incluem: gérmen de trigo, atum, arenque e outros mariscos e crustáceos, bife de fígado e rim, ovos, sementes de girassol e gergelim, cajus, castanhas do Pará, cogumelhos, alho, cebola e algas marinhas. 


14) Aumentando o consumo de zinco – O zinco é um dos elementos que constroem fibras cerebrais no centro do cérebro para regular a memória e a emoção (o Hipocampo). Se você não possuir zinco suficiente no seu corpo, essas fibras não serão capazes de funcionar adequadamente e vão diminuir sua função cognitiva, ou capacidade de lembrar e pensar. A dosagem diária recomendada é de 15 mg. Boas fontes de zinco incluem: feijão, nozes, cascas de sementes de abóbora, carne vermelha, aves, ostras, caranguejo, grãos inteiros, cereais fortificados e laticínios.


15) Aumentando o consumo de Omega-3 – O ácido graxo Omega-3, conhecido como ácido docosahexaenóico (ADH) é o alimento do cérebro, pois o ADH é encontrado em grande quantidade na massa cinzenta do cérebro. Para que os neurônios se comuniquem adequadamente, a membrana (ou parede) ao redor dos neurônios precisa ser flexível o suficiente para permitir a passagem de moléculas vitais. O envelhecimento e dietas ricas em colesterol e gorduras saturadas podem tornar as membranas mais rígidas e menos maleáveis. Isso impede as moléculas de passar e resulta em oscilações de humor, dificuldades de aprendizado e outras diminuições da função cerebral. 
O Omega-3 restaura a constituição flexível e maleável das membranas neuronais para melhorar a comunicação celular e a função cerebral. A dosagem diária recomendada é de 600 a 1000 mg. Fontes excelentes de Omega-3 incluem: salmão, sementes de linho e nozes.

16) Reservando um tempo para si – Períodos extensos de concentração esgotam a sua energia mental, assim como períodos extensos de exercício cansam o seu corpo. Distraia-se, de vez em quando, do que estiver fazendo, para poder se recuperar.

17) Buscando a hipnoterapia – A hipnoterapia é eficaz para determinar traumas passados que podem afetar seu estado de espírito atual. Ao acessar o subconsciente no estado hipnótico, o hipnoterapeuta o leva a reviver a experiência. O ato de reviver a experiência o dessensibiliza e o ajuda a livrar-se das sensações de medo, dor ou remorso que o impedem de ter uma ótima saúde mental e física.

Resultados: A combinação exata dos ingredientes de ClariMind juntamente com o foco no corpo e na mente resolve os problemas que afetam homens e mulheres que sofrem de fadiga mental e perda de vitalidade intelectual. 


Novembro promoções para Lembre-se! (Men's Health Newsletter - Nov 2012)

Índices Crescentes de Infertilidade Feminina (Men's Health Newsletter - Nov 2012)

Alto Definir o Núcleo para Agitar o Mu (Men's Health Newsletter - Nov 2012)

Yoga Deixa os Homens GOSTOSOS (Men's Health Newsletter - Nov 2012)

O que o Tamanho da sua Cintura Diz sobre seu Desempenho na Cama (Men's Health Newsletter - Nov 2012)

Ofertas irresistíveis de Setembro (Men's Health Newsletter - Sep 2012)

Ayurveda & A Saúde Sexual (Men's Health Newsletter - Sep 2012)

A Verdade sobre a Ejaculação Precoce (Men's Health Newsletter - Sep 2012)

Glutationa - O Maior Protetor das suas Células (Men's Health Newsletter - Sep 2012)

Como Você sabe se está Comendo Bem? (Men's Health Newsletter - Sep 2012)

 

               
Go to Next Page
 
Go To Top
 
 

 

 

INGREDIENTES | FITO PERFIL | RESULTADOS | AYURVEDA | FAQ | DEPOIMENTOS | GARANTIA | COMPRE AGORA | WEBMASTERS | DISTRIBUTOR | NEWSLETTER | VIDEO | QUEM SOMOS
These statements have not been evaluated by the Food and Drug Administration. This product is not intended to diagnose, treat, cure, or prevent any disease. The information provided on this website and in emails is for educational purposes only and is not intended as a substitute for advice from your physician or other health care professional. You should not use the information on this website and emails to diagnose or treat any health problems or illnesses without first consulting with your doctor. You should consult with a healthcare professional before starting any diet, exercise or supplementation program, before taking any medication, or if you have or suspect you might have a health problem.

Copyright © 2002-2013, India Herbs. All Rights Reserved.


Doctor Endorsed
Click to verify BBB accreditation and to see a BBB report.
BBB A+ RATED
Halal Singapore